Estação do Bebê Burigotto
         
Terça-feira, 22 de julho de 2014.









Saiba qual a importância do Teste de Coombs durante a gestação

   O teste de Coombs indireto e direto são exames realizados para avaliar o fator Rh. Se Fator Rh da gestante for negativo faz-se o exame de Teste de Coombs para determinar se algum momento a mãe produz anticorpos contra o feto.
   
   Funciona assim, quando o Rh da mamãe é negativo e o do pai positivo, o bebê pode 'puxar’ tanto a mãe como o pai, pois o fator Rh é transmitido geneticamente. Caso o bebê nasça com o Rh positivo, durante o parto, quando o sangue da mãe entra em contato com o sangue do bebê, o sangue da mãe ‘reconhece’ que aquele sangue não é o mesmo que o seu. É como se ele se 'armasse' contra aquele sangue, ou seja, está sensibilizado com outro tipo de sangue.
   
   Nesse caso, o sistema imunológico materno pode produzir anticorpos contra as hemácias fetais, que transmitidos através da placenta, podem causar a grave patologia denominada doença hemolítica por incompatibilidade Rh, caracterizada pela destruição das hemácias fetais e do recém-nascido, resultando em anemia grave e morte do feto nas próximas gestações.
   
   Até 48 horas após o parto a mãe deverá tomar uma "vacina" que impede esta sensibilização do sistema imunológico materno. Desse modo, previne-se para que na próxima gestação, caso tenha novamente outro filho com fator Rh positivo, o seu sangue não ‘reconheça’ este tipo de sangue. Caso a mãe não tome a vacina o sangue continuará sensibilizado e poderá produzir anticorpos contra o feto provocando o aborto nas futuras gestações. Como é o caso de algumas mulheres que têm abortos consecutivos durante várias tentativas de ter um bebê.
   
   
   Riscos de Sensibilização
   
   O ginecologista obstetra dr. Cássio Rubens Ramalho ressalta que se em algum momento a mamãe foi sensibilizada de outras maneiras, como: acidentes ocorridos antes da gestação, onde a mulher poderá ter necessitado de uma transfusão de sangue e ter recebido o sangue com fator Rh positivo ou em abortos anteriores, onde não foi identificado o tipo de sangue do feto e não foi aplicada a vacina, isto implicará em gravidezes sem sucesso, devido a uma prévia sensibilização.
   
   Por isso as mulheres - com fator Rh negativo – que desejam engravidar e já passaram por algumas destas situações devem fazer o teste de Coombs indireto. Caso o teste de Coombs for positivo, isto indica sensibilização ao fator Rh positivo. Nesse caso, ter filho de parceiro Rh positivo é arriscado. Por outro lado, se o pai da criança for Rh-, não existe perigo nenhum.
   




 Enviar esta dica para alguém
[Seu nome]
[Para qual e-mail você deseja enviar a lista]

    



centro de estudos do genoma humano Fundação Pró-Sangue
Fundação Pró-Sangue
 


Copyright © 2002 - 2014 Lojas Estação do Bebê Ltda.
Todos os direitos autorais reservados.
 
 
Buscador Google
 

site oficial da rupública federativa do brasil


PROCONS MUNICIPAIS DO ESTADO DE S.PAULO
veja mais...


CRIANÇA SEGURA
veja mais...


PORTAL DO CONSUMIDOR
veja mais...


Agência Nacional de Vigilância Sanitária
veja mais...


INMETRO
veja mais...


SBP - Sociedade Brasileira de Pediatria
veja mais...